Preparação para início da imunização: Instituto Butantan faz visita técnica ao Hospital Emílio Ribas

 

Por Adriana Matiuzo, 29.07.2020

O Instituto de Infectologia Emílio Ribas será um dos 12 centros de pesquisa clínica que vão conduzir a experimentação em humanos da candidata da Sinovac-Butantan contra a covid-19 e faz parte da segunda “onda” de centros a iniciar a imunização de voluntários. Por isso, a equipe de ensaios clínicos do Instituto Butantan tem visitado o espaço destinado à execução dos testes para encontrar os profissionais encarregados do Emílio Ribas.

O hospital já disponibilizou o formulário eletrônico para que profissionais de saúde, tanto do Emílio Ribas quanto de outras instituições, possam se cadastrar. Até dia 28 de julho, 1.224 profissionais (do hospital e de fora) já haviam declarado interesse em participar.

Visita do dia 22

A equipe operacional do Instituto Butantan foi recebida pelo diretor do hospital, o médico Luiz Carlos Pereira Júnior, pela médica Ana Paula Veiga e pelos enfermeiros Ana Paula Augusto dos Santos e Nelson Alberto Freitas Guanez, que fazem parte do time responsável pelo estudo na instituição.

Uma das áreas do hospital foi adaptada para ser a Unidade de Pesquisa Emílio Ribas e para receber os voluntários, com salas especialmente preparadas para os procedimentos do estudo. No local, os participantes conhecerão detalhes sobre o estudo. Tomarão também conhecimento do “termo de consentimento informado”, para decidir se querem ou não participar.

Cada participante passará por uma consulta médica e avaliações. Quem for considerado elegível para o estudo será randomizado e alocado no grupo de placebo ou vacina. Nem o participante nem os pesquisadores que realizam as avaliações poderão saber em que grupo foi alocado o voluntário. O participante receberá duas doses com intervalo de duas semanas. A comparação posterior do número de casos de covid-19, que possam ocorrer em cada um dos grupos, será o que determina a eficácia vacinal.

As próximas

A visita técnica é uma das etapas para ativação do centro de pesquisa e o início do estudo no Emílio Ribas. No dia 29, houve outra visita. À tarde, o Instituto Butantan entregou as doses a serem aplicadas.

Procedimentos análogos são realizados em cada um dos centros de pesquisa que participam no estudo.