Coronavírus pode infectar gatos, dizem pesquisadores chineses

01.04.2020

Gatos podem ser infectados com o novo coronavírus, mas cães não são suscetíveis à infecção, relata a Nature. De acordo com a revista científica, a conclusão é de um grupo de cientistas do Instituto de Pesquisa Veterinária Harbin, na China. Segundo a equipe, galinhas, porcos e patos também não são propensos a pegar o vírus.

Apesar da descoberta, os donos de gatos não precisam ter medo. Os resultados são baseados em experimentos de laboratório -- nos quais alguns gatos foram infectados com altas doses de SARS-CoV-2. À Nature, a infectologista Linda Saif, da Universidade Estadual de Ohio, disse que o estudo não representa interações reais entre as pessoas e seus animais de estimação. 

Metodologia

Os pesquisadores infectaram gatos domésticos com o novo coronavírus. Três deles foram colocados em gaiolas ao lado de outros três não infectados. Mais tarde, a equipe encontrou RNA viral em um dos gatos não infectados, indicando que ele contraiu o vírus por gotículas respiratórias. Como apenas um dos felinos foi infectado, os estudiosos acreditam que o vírus não deve ser altamente transmissível em gatos, embora seja possível. Nenhum deles apresentou sintomas da doença e todos os quatro gatos adquiriram anticorpos contra o SARS-CoV-2.

Cães

Os pesquisadores também infectaram cinco cães e encontraram RNA viral nas fezes de dois deles, mas nenhum tinha vírus infeccioso. Resultados semelhantes foram obtidos com galinhas, porcos e patos.

Pelo que se sabe até agora, um gato teria se infectado por coronavírus na Bélgica e dois cães em Hong Kong.

Por hora, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA recomendam que as pessoas infectadas com COVID-19 limitem o contato com seus animais de estimação, evitando lambidas e o compartilhamento de objetos.