Os últimos números do coronavírus no Brasil e no mundo (17/04)

O Brasil tem, até a noite desta sexta-feira (17), 2.141 mortes por COVID-19 e 33.682 casos confirmados da doença, segundo o Ministério da Saúde. A taxa de letalidade está em 6,4%. Nas últimas 24h, foram registradas 217 novas mortes e 3.257 novas ocorrências.

O estado de São Paulo, o mais atingido pela doença, confirma a infecção de 12.798 pessoas (aumento de 11% em comparação a ontem), e 928 óbitos (9% a mais de ontem para hoje). Em seguida, vem o Rio de Janeiro, com 4.349 casos e 341 mortes. Pernambuco soma 186 mortes por COVID-19 e 2.006 casos. Já o Ceará chegou a 149 óbitos e 2.648 casos.

Durante entrevista coletiva hoje, o governador João Doria anunciou a prorrogação do período de isolamento em São Paulo até o dia 10 de maio e voltou a salientar a necessidade do isolamento social. Atualmente, 49% da população está em casa -- longe da taxa de 70% considerada ideal pelo Governo.

Em todo o mundo, são 2.218.332 casos confirmados e 148.654 mortes por coronavírus, de acordo com a plataforma da Universidade John Hopkins. Ao menos 565.876 pacientes estão recuperados. Os Estados Unidos lideram em número de mortes e de casos, com 32.232 e 686.991, respectivamente. Cerca de 3,4 milhões de norte-americanos já realizaram o teste para COVID-19 e 109 mil estão hospitalizados.

Na Itália, a quantidade de mortos chegou a 22.745 hoje; o país tem 172.434 ocorrências. Já a Espanha tem 19.613 mortes e 188.093 casos.

A cidade de Wuhan fez uma revisão de seus números e descobriu aumento de 50% nos óbitos em razão da COVID-19, sendo mais de 1.290 novas mortes anunciadas. Segundo as autoridades, a recontagem corrigiu lapsos causados no início da pandemia. Além dos dados retroativos, não houve nenhuma nova morte identificada.